Todos os Direitos Reservados www.amigosdecambara.com.br 2013

Fiéis celebram dia de Corpus Christi

 


Muitos  fiéis participaram na manhã desta quinta-feira (30),  dos enfeites para a  celebrações de Corpus Christi. Na paróquia nossa Senhora Aparecida da Vila Rubim nem  o tempo nublado e prometendo chuva não impediram que todos se reunissem  para enfeitar as ruas da vila Rubim, este ano de 2013 bem diferente dos outros anos o tapete onde passa o padre e santíssimo foi feito com TNT . A missa foi celebrada pelo Padre Antonio Carlos Qualia e também pelo Pe Antonio Carlos da Silva da Cidade de Bandeirantes Pr.

Padre Qualia agradeceu a todos que colaboraram Pastorais e Moviemntos , Guarda Municipal e ao Sargento Feliciano e os Atiradoes que desde do Meio dia ja estava presentes para o trabalho volúntario

Corpus Christi é uma festa ao Corpo e Sangue de Cristo. É uma data adotada na Igreja Católica, para comemorar a presença real de Jesus Cristo no sacramento da Eucaristia, pela mudança da substância do pão e do vinho na de Seu corpo e de Seu sangue. Festa esta em que se agradece a Deus que se dignou permanecer entre nós na Eucaristia.

Sua origem deu-se na diocese de Liége, em 1246, e foi ocasionada pelas visões da bem-aventurada Juliana, agostiniana de Mont-Cornillon, cujo mosteiro localizava-se próximo de Liége. Muito estudiosa Juliana cultivava uma imensa devoção ao Santissimo Sacramento e gostava de estudar os volumes das obras de Santo Agostinho, São Bernardo e outros santos padres. Fato bastante estranho, no entanto, era a visão de uma grande lua atravessada por uma faixa preta que a perseguia dia e noite. Até que, afinal, teve um sonho ou uma visão no qual Nosso Senhor lhe explicou que a faixa preta significava a ausência de um único dia santo necessário para contemplar o ciclo das festas anuais – a festa em honra ao Santíssimo Sacramento.

A Festa de Corpus Christi (Corpo de Cristo) foi instituída pelo Papa Urbano IV com a Bula ‘Transiturus’ de 11 de agosto de 1264, para ser celebrada na quinta-feira após a Festa da Santíssima Trindade, que acontece no domingo depois de Pentecostes. O oficio festivo com seus hinos é obra de São Tomás de Aquino. A festa mundial de Corpus Christi foi decretada 6 anos após a morte da Irmã Juliana, em 5 de abril de 1258, com 66 anos. Santa Juliana de Mont-Cornillon foi canonizada em 1599 pelo Papa Clemente VIII.

Com a morte do Papa Urbano IV, ocorrida logo depois, o decreto produziu efeito escasso, razão pela qual sofre uma renovação por parte do Papa Clemente V, que em 1313 confirmou a Bula nas constituições clementinas de Corpus Júris, tornando a festa da eucaristia um dever mundial. Em 1317, o Papa João XXII publicou esse Corpus Júris com o dever de levar a Eucaristia em procissão pelas vias públicas. O concilio de Trento fortaleceu o decreto da instituição de Corpus Christi, incluindo como regra a procissão eucarística e como manifestação pública da fé na presença real de Cristo na Eucaristia.

Em 1983, o novo Código de Direito Canônico – cânon 944 – mantém a obrigação de se manifestar ‘o testemunho público de veneração para com a Santíssima Eucaristia’ e ‘onde for possível, haja procissão pelas vias públicas’, mas os bispos escolham a melhor maneira de fazer isso, garantindo a participação do povo e a dignidade da manifestação.

 


Matéria :Marcio de Paulo
30/5/2013 20:31 hr.