Todos os Direitos Reservados www.amigosdecambara.com.br 2013

Ensine seu cão a não fazer necessidades dentro de casa e cuidar dos dentes
“Vida de Cão” dá dicas para adestrar filhotes e melhorar o comportamento

Deu inicio no fim de agosto ao quadro “Vida de Cão”, onde dá dicas para melhorar o comportamento dos cães de estimação e o relacionamento do animal com seu dono. A primeira dúvida enviada para o portal foi apresentada aos parceiros do quadro, do Canil Escola Cães de Guarda e a Veterinaria Thereza Duque que deram dicas importantes de como fazer o cão não fazer necessidades dentro de casa e como cuidar dos dentes de filhotes.
Segundo o adestrador Celso Antonio Pinto, e a veterinária Thereza Duque, o cão deve ser corrigido no momento em que faz as necessidades dentro da casa. “Se for um cão que tem livre acesso ao interior da residência, ele tem que ser monitorado 24 horas, pois só vai conseguir um resultado se corrigir em cima do ato. Se está fazendo, é preciso dar uma repreensão e levá-lo para fora da casa. Se acaso ele fizer fora de casa agradá-lo, pois o cão se for dominante tende a marcar território”, destacou Celso. “Os cães são animais bem inteligentes, mas precisam de um tempo pra entender e aprender o que ensinamos e claro tudo com a prática”, acrescentou a veterinária.
Thereza orienta e da uma dica importante que pode ajudar no adestramento. “Normalmente os animais defecam logo após se alimentarem, então deve levar ele para o local apropriado que pode também ser coberto com jornal. Sempre nesse ‘local correto’ deve ter nessa fase de aprendizado o cheiro das fezes e da urina, então terá que ter a presença de fezes e urina do animal lá. O uso do jornal é útil nessa hora”, destacou. Ela explica ainda que “sempre que o animal fizer as necessidades fora do ‘local correto’, o leve até o local certo e fale: é aqui!! faz aqui!, mas tem que ser na hora, eles não lembram , ou não entendem se tiver passado um tempo. E toda vez que o animal fizer no local correto fazer a maior festa elogiando e batendo palmas pra ele, com o tempo ele irá entender aonde é certo ou não fazer as necessidades”, afirmou a veterinária.
O adestrador Willian Xavier do Canil Escola Cães de Guarda ressalta ainda outro truque que pode ajudar no adestramento. “Utilize um borrifador com um pouco de água e desinfetante que você utiliza para limpar a casa. Chegue perto dele, de um ‘não’ e de uma borrifada no fuço dele, faça diversas vezes até ele entender que aquele cheiro é proibido para ele, pois o cão antes de fazer a necessidade cheira o local, e ao cheirar o ambiente da casa vai estar o cheiro que você colocou no borrifador e para ele é ruim”, explicou Xavier.
Dentes
Os especialistas ainda responderam a questão da dentição dos animais. De acordo com o adestrador Celso Antonio Pinto, os dentes do cão até mais ou menos os seis meses são muito sensíveis. “Temos que tomar muito cuidado com as brincadeiras tipo cabo de guerra para que durante a troca o cão não perca nenhum dente permanente que está nascendo”. Celso explica que sobre o mal hálito o que ajuda é fornecer uma ração de qualidade. “Quando filhote, oferecer brinquedos tipo de corda de cizal para ele ficar mordendo, isto funcionaria como um fio dental”, destacou.
A veterinária Thereza concorda com o adestrador na questão da ração. “O principal para manter os dentes do seu cão limpos é manter uma alimentação ideal, que para os cães é a ração. Ela já possui os nutrientes balanceados que o animal precisa e por ser durinha ajuda na limpeza dos dentes do animal”, frisou. Segundo ela, o uso de petiscos como ossinhos (de couro de boi) e biscoitinhos próprios pra cachorro também tem essa função abrasiva de limpeza. Celso acrescenta que “depois dos seis meses oferecer as vezes ossos tipo rótula do boi, dar uma ferventada deixar ele mastigar por um tempo, não deixar muito para não juntar bactérias, também ajuda. Hoje já existe escova e creme dental para cães em qualquer pet shop mais você tem que começar usar desde novo para ele se acostumar”, acrescentou.
Thereza também ressalta sobre os produtos oferecidos especialmente para limpeza dos dentes. “Também existem no mercado pet, escovas de dentes ou dedeiras e pastas de dentes apropriadas que devem ser usadas nos animais desde filhotes pra eles se acostumem com o uso. Podem ser usadas uma vez por semana. Caso o animal já tenha a presença de tártaro nos dentes , é necessária a consulta à um veterinário para que se programe a limpeza dos dentes do animal pelo profissional especializado”, finalizou.

Fonte: JDS Comunicação 05/09/2013   4:30 hr.