Todos os Direitos Reservados www.amigosdecambara.com.br 2013

Para tenente-coronel engenheiro Alberto Walter da Silva Mello Júnior Brasil terá acesso ao espaço com um veículo nacional
O tenente-coronel engenheiro Alberto Walter da Silva Mello Júnior, nascido em Jacarezinho é o responsável pela construção do Veículo Lançador de Satélites (VLS) brasileiro. Segundo ele, o Brasil terá acesso ao espaço com um veículo nacional e isto deve acontecer em 2014.

Em recente entrevista ao Fantástico da Rede Globo, o tenente-coronel Júnior destacou a importância do VLS. “Ele é o nosso carro-chefe, o nosso desenvolvedor de tecnologia. E nós estamos fazendo outros veículos, desenvolvendo, lançando, fazendo experimentos, para nos capacitar a termos o acesso ao espaço com um veículo nacional”, afirmou. Se realmente o VLS for lançado, será da base de Alcântara, no Maranhão.
Em 2003, quando faltavam só três dias para o lançamento do VLS pela primeira vez, ele pegou fogo, ainda na plataforma. A uma hora da tarde, vinte e seis minutos e seis segundos da sexta-feira, 22 de agosto daquele ano. Aos tropeços, com pouca gente e pouca verba, o Brasil tenta levar adiante o seu programa espacial. Mas Garcia, Sidney, Eduardo, Gil, Rodolfo, José Pedro não vão participar. Eles estão todos mortos. Fazem parte das 21 vítimas fatais de um incêndio na base de Alcântara, no Maranhão. O acidente completou, na quinta-feira, dia 22 de agosto, 10 anos.
Desta vez, o tenente-coronel Júnior garante que a segurança será melhorada. Sobre o medo das famílias dos funcionários que irão trabalhar em Alcântara, que aconteça a mesma coisa que aconteceu em 2003, o jacarezinhense ressalta que “a segurança é o nosso primeiro objetivo. Um acidente como aquele é extremamente improvável que aconteça”, afirmou o tenente-coronel engenheiro Alberto Walter da Silva Melo Júnior, responsável pela construção do VLS.
Segundo a agência espacial, o Veículo Lançador de Satélites deve finalmente decolar em 2014, em um voo-teste. “Eu peço para esses familiares que possam assistir e estar junto com a gente torcendo para o êxito da missão pois é uma maneira justificar até o que aconteceu em 2003 ”, diz coronel César Demétrio Santos, comandante do Centro de Lançamentos de Alcântara.
Eu gostaria, pelo meu marido, para que a morte dele não tenha sido em vão. Que ele tenha morrido por alguma coisa, por um objetivo. e que isso aconteça”, diz Doris Cezarini, uma das viúvas. “Gostaria de ver um novo VLS subindo, com sucesso, funcionando, com o nome dos 21 estampados nele como prometido”, afirma Adriana Almeida, viúva de José Eduardo de Almeida.
Tenente-coronel engenheiro Alberto Walter da Silva Mello Júnior
Natural de Jacarezinho, PR, tem 48 anos, é formado em engenharia aeronáutica pelo ITA, Mestre em Ciência pelo ITA, MBA pela Universidade Federal Fluminense e Ph.D. pelo Departamento de Engenharia Aeroespacial da Universidade do Texas em Austin. É o atual gerente do Projeto VLS-1 e Chefe da Coordenadoria de Projetos Espaciais do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE).

Fonte:Jivago França / JDS Comunicação 28 08 2013 13:00 hr